Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

SARAMAGO NA ILHA

18 de agosto de 1999.
Sentamo-nos juntos, à beiramar,
celebrando a arte da palavra.

Ali estavam escritores,
sonhadores incuráveis,
e em fotografias revelaram-se felizes.

Falei dos mortos que protestam
em Antares, de Veríssimo.
Em silêncio, ele ouviu.

Falou dos vivos que se calam.
Em respeito, silenciei.

Então versamos sobre as ilhas.
A dele – foi dizendo – não tinha nada
da verde exuberância desta aqui.

A nossa – disse eu – tem agora
um pouco da distante Lanzarote,
um tanto das Canárias.

Brindamos à mútua nostalgia.
Formávamos, sós, o arquipélago
onde o mar é o verbo
que dia-a-dia nos redime
dos imensos vazios do existir.

Alcides Buss


EquipeDigital.com