Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

METÁFORA DO CÉU

Também no céu
os rios são móveis.

Avançam. Recuam.
Baldeiam-se à esquerda,
à direita.

Assim como o amor
e o ódio, os rios
são móveis.

Não há limites
no céu, a não ser
o véu do mistério.

Metáfora inúmera,
encobre os lábios
com a lábia fortuita.


EquipeDigital.com