Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

O FRUTO PERMITIDO

Um lastro de sol antigo
permeia meus ouvidos.

É como se lesse no escuro
com os olhos dos mortos.
São tantos que já não cabem
no olvido natural da vida.

Não sei, a rigor, o que dizem.
Apenas acendem meu caminho.

Por ele sigo nas manhãs
do mundo como se acordasse
a cada minuto
em algum lugar distante
de meu próprio corpo.

Viver é sempre
mais do que é.
Bendito o fruto que pende
da árvore do amor!


EquipeDigital.com