Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

UM VASO DE VIOLETAS

Um vaso de violetas sobre a mesa
suporta o peso da tarde.

O silêncio cortado por ruídos da rua
ou vazios de mau humor
não impedem a planta de viver.

A descarga no banheiro,
o bater de repente da porta,
o cheiro de bananas na fruteira
não afetam o ali estar das flores.

Tampouco o cerco da noite
as subtrai de amanhecer.

Por que eu, então, me renderia
ao dia que me tira de tudo
quase tudo?


EquipeDigital.com