Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

SEM RUMO

Há dias em que nada se tem
a não ser o passado.

Carcomido pelo amor,
infiltra-se no corpo e, aos poucos,
toma conta da alma.

Palavra nenhuma
parece querer mais
do que já foi.

As nuvens, ao longe,
são comboios de búfalos
largados à própria sorte.

Nenhum apito de trem
sacode as tulipas
adormecidas.

Alcides Buss


EquipeDigital.com