Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

OS NOMES E O VENTO

Os nomes, que importam os nomes?
Eurico, Anaclete,
Geraldo, Valquíria,
o que levam no orvalho das sílabas?

Se Maria fosse, e não Ismênia,
teria mais sorte
ao passar dos dias?

Ao invés de Clemente,
de Bel se chamasse,
mais perto estaria de algum paraíso?

É de lei cada qual consigo levar
um nome
cravado no umbigo.

Bonito, enérgico,
simplório, erudito;
é sempre um chamado à vida.

No afã de servir
ao seu dono ou à dona,
combina no íntimo espelho?

Não nego. Pudesse daria meu nome
por esse que, caprichosamente,
teus lábios inventam.

Alcides Buss


EquipeDigital.com