Página Inicial
Galeria de fotos
Galerias
Livros publicados
Livros
Prêmios
Prêmios
Livros publicados
Crítica
Livros publicados
Contatos
Trasncriações
Trans-
criações

Poemas

JUVENTUDE DE LEMINSKI

Ninguém dirá
“o velho Leminski”

Nas ruas de Curitiba
há quem ainda
pergunte por ele

- Morreu?

Pirou de vez, vai ver

Se um cachorro latir,
se a coruja piar,
se a lua sumir

Nas bordas do céu
um fiapo de luz
acende a manhã

Alcides Buss


EquipeDigital.com