Página Inicial

 

Galeria de fotos
Galeria de fotos
Cenas da vida do autor
como encontros com
outros autores

 

 

 

Livros publicados
Livros publicados
Confira aqui
todos títulos
do autor

Prêmios
Prêmios
Confira os prêmios
recebidos pelo autor
em sua carreira

Crítica
Crítica
Leia críticas
sobre Alcides Buss

Crítica
Contatos
Fale com Alcides Buss

Transcriações
Transcriações
Obras baseadas em poemas
de Alcides Buss

Poema da semanaGaleria de fotos

OS NOMES E O VENTO

Os nomes, que importam os nomes?
Eurico, Anaclete,
Geraldo, Valquíria,
o que levam no orvalho das sílabas?

Se Maria fosse, e não Ismênia,
teria mais sorte
ao passar dos dias?

Ao invés de Clemente,
de Bel se chamasse,
mais perto estaria de algum paraíso?

É de lei cada qual consigo levar
um nome
cravado no umbigo.

Bonito, enérgico,
simplório, erudito;
é sempre um chamado à vida.

No afã de servir
ao seu dono ou à dona,
combina no íntimo espelho?

Não nego. Pudesse daria meu nome
por esse que, caprichosamente,
teus lábios inventam.

Alcides Buss

EquipeDigital.com