Página Inicial

 

Galeria de fotos
Galeria de fotos
Cenas da vida do autor
como encontros com
outros autores

 

 

 

Livros publicados
Livros publicados
Confira aqui
todos títulos
do autor

Prêmios
Prêmios
Confira os prêmios
recebidos pelo autor
em sua carreira

Crítica
Crítica
Leia críticas
sobre Alcides Buss

Crítica
Contatos
Fale com Alcides Buss

Transcriações
Transcriações
Obras baseadas em poemas
de Alcides Buss

Poema da semanaGaleria de fotos

O BLOQUEIO

Escrevo nos olhos
a primeira frase
– A saudade me faz feliz –,
mas não a ponho no papel
com medo de não saber
o que dizer depois.
Talvez pudesse ser
– porque me dá sentido. –
A dúvida, porém, me anula
e mal sentir consigo
uma espécie de esquecimento
tomando conta de mim.
Não desista – me ordeno!
Um punhado de palavras à deriva
tropeça nos ouvidos.
– A saudade me faz feliz
por lembrar-me que existo. –
É pouco – me alerta o juízo.
Vá atrás de algo que se imponha
na nudez da verdade.
– No íntimo, sou feliz
se não penso. –
Me entrego às palavras no escuro.
São tantas. Me arranham, sufocam,
confundem. Me levam
não sei pra onde.
– Por falta de tudo,
sobretudo por falta de luz,
me acendem. –

Alcides Buss

EquipeDigital.com