Página Inicial

 

Galeria de fotos
Galeria de fotos
Cenas da vida do autor
como encontros com
outros autores

 

 

 

Livros publicados
Livros publicados
Confira aqui
todos títulos
do autor

Prêmios
Prêmios
Confira os prêmios
recebidos pelo autor
em sua carreira

Crítica
Crítica
Leia críticas
sobre Alcides Buss

Crítica
Contatos
Fale com Alcides Buss

Transcriações
Transcriações
Obras baseadas em poemas
de Alcides Buss

Poema da semanaGaleria de fotos

EM QUE PARTE DO ÁTOMO NOS PERDEMOS

Por que os rios comem mais a terra
de um lado do que do outro?

Jamais imaginei que as margens fossem
na fome desiguais.

No entanto é isto mesmo:
em seu caminhar ininterrupto
os rios corroem de um lado menos,
de outro lado mais.

De Albert Einstein, soube
que o motivo disto é a rotação
da Terra.

Pois bem, assino embaixo.
Parece lógico que assim seja.
Além do mais, quem sou eu
pra desdizer o gênio?

Em meus giros pela vida
também vou perdendo, sem parar,
a parte de mim que margeia
o tempo, a liberdade, a esperança.
A outra parte, não sei.
Talvez saibam as pedras.

Alcides Buss

EquipeDigital.com