Página Inicial

 

Galeria de fotos
Galeria de fotos
Cenas da vida do autor
como encontros com
outros autores

 

 

 

Livros publicados
Livros publicados
Confira aqui
todos títulos
do autor

Prêmios
Prêmios
Confira os prêmios
recebidos pelo autor
em sua carreira

Crítica
Crítica
Leia críticas
sobre Alcides Buss

Crítica
Contatos
Fale com Alcides Buss

Transcriações
Transcriações
Obras baseadas em poemas
de Alcides Buss

Poema da semanaGaleria de fotos

GULLAR

Poeta não se aposenta.

Ao contrário do que pensam alguns,
poesia dá trabalho.

Quando dorme, quando come
ou enquanto toma banho,
o poeta trabalha.

Se sai de férias
o poeta leva consigo
o poema que espera ser escrito.

Até quando trabalha pra pagar as contas,
no ofício que for, de médico
a engenheiro, de professor
a jornalista,
o poeta carrega palavras como se fossem pedras,
às vezes flores e, outras, pássaros.

O poeta não sossega.
O peso dos anos o deixa leve
e sempre cheio de planos.

Se avista ao longe um céu de brigadeiro,
amanhece por dentro.

De tão imenso
esquece de respirar.

Alcides Buss

EquipeDigital.com